terça-feira, 25 de setembro de 2018

O que vi para a cinematona #7

Já há imenso tempo que não vinha aqui a este meu cantinho. Não que não tenha lido nada nem visto filmes e séries, muito pelo contrário. Neste verão até consegui ler bastante e ver muitos filmes bons. E é mesmo de cinema que vos venho falar hoje.

Durante o passado mês de Agosto, a Dora organizou mais uma cinematona desta feita a 7ª Edição. Participei se não em todas, pelo menos na grande maioria. No entanto, as minhas participações são sempre muito fracas dado que não consigo completar todas as categorias e, muitas vezes, nem a metade chego. Desta vez consegui completar as 10 categorias criadas. Fiquei tão orgulhosa com esse meu feito que não quis deixar de vir partilhar o que vi para cada uma das categorias. Já agradeci à Dora por mais esta iniciativa e por me ter dado sugestões para pelo menos duas das categorias, o "filme com um vilão FDP" e "escolhe um filme para eu ver". Foram top!
Habitualmente não vejo muito cinema durante o ano embora goste bastante e estas iniciativas fazem com que veja mais filmes e conheça alguns que nunca sequer tinha ouvido falar. 
Seguem-se as categorias e o filme que incluí para cada uma delas.



1. Um filme dos anos 80.


Eddie Murphy in Coming to America (1988)Um filme de 1988 com Eddie Murphy no principal papel. Conta a história de um príncepe africano que está farto de todas as mordomias e não quer que decidam o seu casamento. Acredita no amor e parte para a América à procura de alguém que o ame por aquilo que é. 
É um filme que, não sendo uma obra-prima, nos faz ficar bem dispostos sobretudo com os excessos associados aquela monarquia.



 Classificação: 8/10




2. Um filme baseado em factos reais. 


Jennifer Garner and Kylie Rogers in Miracles from Heaven (2016)Estreou em 2016 e conta com a participação de Jennifer Garner. Baseia-se na história da família Beam centrando-se sobretudo em Anna, uma menina de 10 anos a quem é diagnosticada uma doença rara e aparentemente incurável. Esta é a permissa mas pelo meio temos uma história de fé que, consoante as mentalidades, pode ser mais ou menos verossímil. Eu gostei. Deu para passar um bom bocado. Foi interessante que no final, dessem a conhecer os verdadeiros rostos da família que é retratada no filme.


 Classificação: 7/10





3. Uma adaptação literária.


To All the Boys I've Loved Before (2018)Um filme com o cunho Netflix que acabou de estrear. É baseado no romance de Jenny Han e traz-nos a história de uma menina tímida que nunca conseguiu expor os seus sentimentos aos rapazes que foi amando. Ao longo dos anos, foi escrevendo cartas a cada um deles que, acabam por ser partilhadas sem que ela queira. É um filme ligeiro mas engraçado que foca os amores na adolescência. 



Classificação: 7/10





4. Uma novidade de 2018.


Kelsey Grammer and Kristen Bell in Like Father (2018)
Conta com Kristen Bell e Kelsey Grammer nos papéis, respectivamente, de filha e pai. Eles são praticamente dois desconhecidos. Não se viam há anos mas, reencontram-se quando esta workaholic é deixada no altar. Pai e filha acabam por embarcar num cruzeiro que estava destinado a ser a lua-de-mel e, ao longo desse tempo, tentam conhecer-se melhor um ao outro e quem sabe perdoar.  Gostei bastante do filme até porque embora sendo cliché, em alguns aspectos, a outros níveis, conseguiu distanciar-se do que seria óbvio e falo particularmente ao nível do romance.

 Classificação: 8/10




5. "Caguei para o argumento. Vou ver o filme para babar!"


Jason Bateman and Ryan Reynolds in The Change-Up (2011)
Uma comédia de 2011 com Ryan Reynolds num dos principais papéis. E sim, foi por causa dele que vi o filme. Confesso que, na minha opinião, actualmente o autor está em muito melhor forma do que no momento do filme. A idade deu-lhe qualquer coisa.

Neste filme, um homem casado e pai de três filhos troca de corpo e de vida com o seu grande amigo, um solteirão que só pensa em si, na sua vida sexual e em excessos com drogas.
Embora não seja nada de especial, é bom para uma tarde de fim-de-semana.


Classificação: 6/10




6. "É desta que vejo isto!"


Albert Brooks, Ellen DeGeneres, Ty Burrell, Ed O'Neill, Kaitlin Olson, and Hayden Rolence in Finding Dory (2016)Um filme de 2016 que há muito que queria ver. Confesso ser fã de filmes de animação em particular deste tipo. Acho fantásticas as mensagens que nos trazem e aquilo que podem ensinar a crianças e adultos. Um filme para toda a família que nos trás de volta, Nemo e Dory e com eles a concepção de família e de amigos.




Classificação: 9/10





7. Escolhe um filme para eu ver.  


Candice Bergen, Jane Fonda, Diane Keaton, and Mary Steenburgen in Book Club (2018)Pedi ajuda à Dora para escolher um filme para esta categoria. Pedi algo que fosse bem-disposto e ela sugeriu-me dois filmes. Acabei por ver este filme de 2018 que conta com a participação de Diane Keaton, Jane Fonda, Candice Bergen e Mary Steenburgen. Elas são quatro amigas de longa data que têm um clube literário em que se juntam para falar sobre um livro previamente escolhido por uma delas. O ponto de partida para este filme é a leitura do livro As cinquenta sombras de Grey. É hilariante! Foi uma óptima sugestão.


Classificação: 9/10








8. Um documentário. 

Take Your Pills (2018)Dos vários documentários disponíveis na Netflix, acabei por ver este dado que já tinha sido mencionado pela Dora num dos seus filmes. 
Fala-nos da realidade americana em que cada vez mais há a busca pela perfeição quer seja no trabalho, na escola, entre outros. Trás-nos testemunhos de utilizadores de medicamentos que lhes dão mais energia bem como, a opinião de alguns especialistas. 
Na minha opinião, está bem feito e dá-nos um retrato da actualidade bastante assustador. 

Classificação: 8/10 





9. Um filme europeu. 


Oscar Martínez, Rossy de Palma, Paco León, Alexandra Jiménez, Adrián Lastra, and Nuria Herrero in Toc Toc (2017)Um filme de 2017. Talvez um dos melhores filmes que vi nos últimos tempos. Muito divertido mesmo. 
É um filme espanhol que relata as histórias de vida de um grupo de pacientes com transtorno obcessivo-compulsivo que se conhecem no consultório de um psicólogo e que, por força das circunstâncias, acabam por tentar ser os terapeutas uns dos outros. Está brilhante!



Classificação: 10/10 





10. Um filme com um vilão FDP.


Denzel Washington in The Equalizer (2014)Mais uma sugestão da Dora e que filmaço! Lançado em 2014, tem um ritmo alucinante e surpreendente. Denzel Washington faz um papelaço e sem dúvida que quererei ver a sequela que está actualmente no cinema. Recomendo a quem gosta de um bom filme de acção. 





Classificação: 10/10

Sem comentários:

Enviar um comentário